sábado, 30 de outubro de 2010

Sobre políticos e palhaços


Imagem: Frases Ilustradas (aqui).

"Um tolo sempre acha um mais tolo para admirá-lo"

Nicolas Boileau (1636-1711) foi um crítico e poeta francês.

Votos registrados, nas eleições de 2010, para o candidato a deputado Tiririca _ palhaço e intérprete da famosa música Fiorentina de Jesus: um milhão, trezentos e cinquenta mil, quatrocentos e trinta e oito.

É... E, com tantos votos, mais três candidatos do mesmo partido também se beneficiaram nesse processo eleitoral.

Eu acrescento, a título de comparação, o dizer de Chaplin:

"Eu continuo a ser uma coisa só, apenas uma coisa _ um palhaço, o que me coloca em nível bem mais alto que o de qualquer político."


Imagem: Cartaz do filme O circo, de/com Chaplin (aqui)

Charlie Chaplin, a quem muitíssimo admiro, nasceu na Inglaterra. Além de "palhaço", como ele mesmo afirmou, foi cineasta, ator, roteirista, músico compositor, diretor de cinema, respeitadíssimo por sua obra, e tido como o maior gênio da cinematografia. 


Por questões políticas, como defender os judeus no período nazista e ser um verdadeiro humanista e humanitarista ao retratar nas telas de cinema os "vagabundos" _ os indivíduos das classes mais pobres da época em que viveu _, foi expulso dos EUA sob a acusação de comunista. Foi ainda na sociedade estadunidense onde produziu a maior parte de seus filmes e músicas. Depois de ter sido agraciado com o Oscar, também nos EUA, morreu no exílio, na Suécia. Enquanto esteve exilado,  constituiu família, foi pai amoroso e viveu com o grande amor de sua vida, Ooana (1889-1977).

Retomando a comparação, gostaria de frisar que não sou "contra" a profissão de palhaço ou "contra" os analfabetos, apenas alerto para o fato de que, para ser palhaço ou exercer qualquer outra atividade profissional, são necessários um mínimo de genialidade (sem necessariamente ser alfabetizado) e respeito aos seus semelhantes, neste caso, os eleitores.

Em tempos de eleições, é sempre bom lembrar, concordam? Grande bj! Tê!

2 comentários:

Anônimo disse...

Tiririca fará menos bandalheira que o Maluf ou o Sarney.

Tear de Sentidos I e II disse...

Olá! Bem-vindo!

É bem provável que sim, mas é preciso estar atenta: se todos os partidos fizerem o mesmo, não "estaremos" (não recebeu meu voto...!) elegendo apenas Tiririca.

Com ele, pelo número expressivo de votos, acabaram se "beneficiando" candidatos cujos votantes de Tiririca sequer conheciam...

Grat@s pela visita! Sinta-se à vontade para voltar quando desejar!

Bjs nossos!!!!